Reunião aconteceu doze dias após a posse do médico Luiz Antônio Viana como secretário.

O Secretário de Saúde, Luiz Antônio Viana, atendeu o convite dos vereadores e compareceu à Câmara na terça-feira (02) para prestar esclarecimentos sobre a pasta que assumiu no último dia 22. O presidente da Câmara, vereador Marcelo Borges, ressaltou a importância da reunião, principalmente pelo fato de que poucos secretários do atual mandato compareceram à casa parlamentar. Marcelo comunicou ao secretário  sobre os requerimentos de sua autoria solicitando informações sobre as dívidas da Prefeitura com a Cruz Vermelha e APAE.

Os vereadores solicitaram ao secretário soluções para os diversos problemas de saúde no município. Entre as questões relacionadas pelos parlamentares estão a falta de médicos especialistas; a demora na realização de exames simples, de alta complexidade e de cirurgias, ocasionando uma fila de espera; pouca quantidade de leitos; problemas em alguns postos de saúde e no fornecimento de medicamentos. A necessidade da reforma da fachada do Hospital da Mulher também foi questionada.

Em relação aos problemas relatados, o secretário afirmou ter detectado a solução para alguns, em especial no fornecimento de medicamentos. Luiz Antônio afirmou haver um problema de gestão no almoxarifado da secretaria, que impedia o devido controle dos medicamentos em estoque e em falta. De acordo com o secretário este problema já está sendo solucionado  por sua equipe. O secretário pediu a colaboração dos vereadores  para organizarem a demanda dos exames, permitindo que os pacientes com maior urgência realizem seus exames mais rapidamente. Além disso, Luiz Antônio disse que a falta de verba é um dos maiores problemas enfrentados.

-O problema maior da secretaria é a falta de verba para realizarmos tudo que é necessário. As clínicas, por exemplo, não querem fazer os exames pelos valores pagos pelo SUS. Temos que encontrar uma maneira de compensá-las. Mas acredito que a partir da próxima semana consigo voltar a realizar exames de alta complexidade. Quanto aos oftalmologistas e ortopedistas em falta na rede de saúdes, já estamos providenciando a contratação de novos profissionais. Novamente esbarramos na questão do valor pago. Pretendo nos próximos dias visitar todos os PSFs para averiguar os problemas e buscar solução junto aso seus profissionais – afirmou o secretário.

A reforma na fachada do Hospital da Mulher, segundo o secretário, era necessária para enquadrar a maternidade na “Rede Cegonha” do Governo Federal.

-O Hospital da Mulher absorve pacientes de todas as cidades vizinhas. Para melhorar o atendimento neste hospital estamos tentando incluí-lo na “Rede Cegonha”, que pode aumentar cerca de 300 mil sua verba. Para isso, o Ministério da Saúde  impõe uma série de normas para o hospital, que necessitou realizar esta reforma na fachada e em parte de suas instalações – justificou Luiz Antônio Viana.

O secretário finalizou a reunião, declarando que suas sala está aberta à população e aos vereadores e que pretende trabalhar em parceria com a Câmara. Luiz Antônio ressaltou, ainda, que faz questão que a Secretaria participe ativamente do Conselho de Saúde do município e quando não puder estar presente à reunião do conselho, mandará um representante.  

::: Sessões da Câmara

14 Nov 201809:00AM -
Sessões - Novembro/2018
13 Nov 201807:00PM -
Sessões - Novembro/2018
12 Nov 201809:00AM -
Sessões - Novembro/2018

::: Contato

(24) 3322-2652
(24) 3322-3752