O vereador Rodrigo Drable utilizou a tribuna para criticar o aumento na tarifa do SAAE, sem realização de audiência pública, conforme determina lei aprovada pela Câmara em 2014.

A Câmara de Vereadores de Barra Mansa realizou sessão ordinária na terça-feira, 03 de março. Além da aprovação dos projetos de lei, requerimentos, indicações e mensagens do prefeito, os vereadores utilizaram a plenária para debater temas comuns ao cotidiano da população como o aumento na tarifa de água e as blitzes do Detran, realizadas na cidade.

O vereador Rodrigo Drable criticou o aumento da tarifa de água em Barra Mansa, principalmente por não respeitar a lei 4303, de 30 de julho de 2014, que determina que deva ser realizada audiência pública antes de reajuste das tarifas de água e esgoto no município.

-O governo não respeitou a lei municipal, que obriga a realização de audiência pública antes do reajuste das tarifas. Mesmo que fosse realizada uma audiência, já seria suficiente. A população foi pega de surpresa, em alguns casos o reajuste pode chegar a 100%. Ao invés de aumentar a tarifa, o SAAE deve procurar diminuir a perda de água, que chega a 50% em Barra Mansa. Outro problema é a distribuição ineficiente da água na cidade. Na região Leste, por exemplo, a água é fornecida pelo SAAE de Volta Redonda, que já avisou não ter capacidade para continuar o fornecimento. A solução para este problema é a construção de uma nova estação de tratamento de água na cidade – criticou Rodrigo.

Em contrapartida, o vereador Luiz Furlani ressaltou o trabalho do engenheiro responsável pelo SAAE, Horácio Delgado, e afirmou que o SAAE de Volta Redonda não pode quebrar o contrato estabelecido para fornecimento de água para a região Leste.

-O objetivo do SAAE em aumentar a tarifa é penalizar o uso indevido da água e beneficiar quem economiza. Tive diversos embates com o SAAE de Volta Redonda, em razão do corte de água para a região Leste. Existe um contrato vigente e o SAAE tem que respeitá-lo porque é um serviço essencial – afirmou Furlani.

O vereador Vicente de Paula Ferreira Júnior, o Píssula, denunciou as práticas abusivas cometidas por agentes nas blitzes do Detran, na cidade.

-Não defendo inadimplência, nem documentação irregular, mas julgo a prática abusivas das blitzes em Barra Mansa, que são realizadas em horário de tráfego intenso e sem nenhuma sinalização. Os agentes e policiais envolvidos tinham que ter preparo e, como sempre, quem paga a conta é a população. Quero o mesmo rigor na fiscalização de empresas prestadoras de serviços públicos, como as empresas de ônibus. Para cobrar da população é preciso excelência no atendimento – denunciou Píssula.

A respeito da distribuição de água na cidade, os vereadores aprovaram, durante a sessão, mensagem do prefeito que destina R$1.320.000,00 (um milhão trezentos e vinte mil) para a elaboração de projeto de concepção para o sistema de abastecimento de água no município. Foi aprovada ainda a verba de R$ 1.385.304,40 (um milhão, trezentos e oitenta e cinco mil, trezentos e quatro reais e quarenta centavos) para implantação de sistema de tratamento de esgoto.

Ao final da sessão, o vereador José Luiz Vaneli, o Leiteiro, lembrou aos vereadores acerca da prestação de contas da Prefeitura, que arrecadou em 2014, R$ 470 milhões. Leiteiro ressaltou que em seu primeiro mandato a arrecadação da cidade foi de R$ 54 milhões, e que é preciso se estabelecer prioridades para destinação dos recursos.



::: Sessões da Câmara

22 Out 201906:30PM -
Sessão
15 Out 201907:00PM -
Sessão
10 Out 201907:00PM -
Sessão

::: Contato

(24) 3322-2652
(24) 3322-3752