Vereadores elegem nesta quinta-feira as comissões permanentes para o ano legislativo

A Câmara Municipal de Barra Mansa iniciou o ano legislativo de 2018 nesta quinta-feira, 01 de fevereiro. Na primeira sessão do ano, os vereadores destacaram as dificuldades enfrentadas pelo país em 2017, que trouxeram consequências ao município. Mas, de acordo com os parlamentares, ainda assim, houve avanços importantes para Barra Mansa, que terão continuidade em 2018.

O presidente da câmara, vereador Marcelo Borges da Silva, agradeceu a economia promovida por funcionários e vereadores em 2017, que possibilitou a devolução de mais de R$1 milhão à prefeitura. Marcelo declarou que a política de economia continua este ano.

-Como ordenador de despesas, pretendo devolver cerca de um milhão e oitocentos mil reais à prefeitura este ano. Esta devolução somente será possível com a colaboração de todos que atuam na câmara municipal – afirmou o presidente.

Assumindo a primeira secretaria da mesa executiva da câmara, o vereador Wellington Almeida Pires ressaltou a importância da participação popular nas atividades da casa legislativa.

-A participação de todos os presentes nesta sessão é um ato de cidadania, importante para o município e para a câmara – declarou Wellington.

Para o vereador Vicente Carneio Leão Filho, as melhorias na saúde são claramente vivenciadas pela população, mas ainda existem avanços a serem feitos.

-No início do ano passado, estávamos com a Upa fechada, , sem médicos, enfermeiros e medicamentos nos postos. Durante 2017,este quadro mudou, mas ainda há muito a ser feito na saúde e acredito que o prefeito irá trabalhar para isso – afirmou Vicentinho.

O vereador Gustavo de Almeida Gomes , também, destacou que há muito a ser realizado em Barra Mansa, mas acredita que no próximo ano o balanço das mudanças na cidade será ainda mais positivo.

O vereador José Abel Mariano alertou para a necessidade da população conhecer as funções do poder legislativo, para poder cobrar com consciência.

-Este é o meu sexto mandato como vereador e foi, até agora o mais difícil, pelo descrédito da população com o politico em geral. Mas  as coisas vão mudar na cidade e no país quando o cidadão deixar de cobrar obra e emprego do vereador, pois quem tem dinheiro, arrecadado de IPTU, ISS, e outros é o Executivo. Somente a prefeitura pode realizar obra – afirmou Zé Abel.

Após a instalação do período ordinário, a Câmara realiza, ainda na quinta-feira, às 19h, sessão para eleição das comissões responsáveis por analisar os projetos de lei e proposituras dos vereadores

::: Sessões da Câmara

12 Jul 201807:00PM -
Sessões - Julho/2018
11 Jul 201809:00AM -
Sessões - Julho/2018
10 Jul 201807:00PM -
Sessões - Julho/2018

::: Contato

(24) 3322-2652
(24) 3322-3752