Projeto de lei que cria a Câmara Jovem em Barra Mansa foi aprovado na sessão desta terça-feira

Após a aprovação da Guarda Mirim, a Câmara de Barra Mansa concluiu nesta terça-feira outro projeto  que visa desenvolver a consciência cidadã entre os jovens do município. Foi aprovado, na sessão desta terça-feira, o projeto de lei que cria a Câmara Jovem em Barra Mansa. De autoria do vereador Wellington Pires, o projeto prevê que jovens do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental, da rede de ensino barra-mansense, participem de atividades da Câmara como “vereadores jovens”.

Para atuar como Vereador Jovem, o aluno passará por um processo de seleção, que inclui um concurso de redação com o tema “Por que quero ser vereador?” e a eleição na unidade escolar, dos alunos que tiverem sua redação selecionada pelos professores. Estes alunos, vencedores do concurso de redação, poderão promover uma campanha dentro de sua escola, sem qualquer vínculo a partidos políticos, vetado, inclusive, a utilização de  símbolos, siglas, que identifiquem alguma posição partidária. Após a eleição nas escolas, os candidatos passam pela seleção de uma comissão especial, formada por vereadores, que definirá os 19 Vereadores Jovens.

Entre as atividades do Vereador Jovem está a realização de uma sessão ordinária, quando serão votadas propostas de projetos de lei, de autoria desses  novos parlamentares. Os participantes da Câmara Jovem ainda realizarão a eleição da Mesa Executiva e, após a sessão ordinária, apresentarão suas proposituras ao presidente da Câmara de Barra Mansa e ao prefeito. O mandato do Vereador Jovem será de um ano, com a realização do projeto anualmente, em parceria com a secretaria de educação.

Os alunos que não forem selecionados como Vereadores Jovens também participarão de atividades nas escolas, que fomentem a discussão dos problemas da cidade, desenvolvendo uma maior participação dos adolescentes na vida de Barra Mansa. De acordo com o vereador Wellington Pires, que propôs o projeto de lei, esse é um dos principais objetivos da Câmara Jovem:

-Temos visto em outras cidades e no estado diversos projetos similares à Câmara Jovem, como Parlamento Juvenil, da ALERJ, desenvolvendo o espírito cidadão nos mais novos. Eu mesmo comecei a participar ativamente dos problemas de Barra Mansa  e da vida política aos 10 anos de idade. Muitos dos que participaram de projetos, como o Prefeito Mirim, do qual participei, não seguiram a vida política partidária, mas desenvolveram seu espírito cidadão, tendo noção de suas responsabilidades – avaliou Wellington.

Para o vereador Thiago Valério que havia feito uma proposta similar à Câmara Jovem, o projeto engloba corretamente as questões pedagógicas e cidadãs necessárias para esse desenvolvimento cidadão dos jovens. O presidente da câmara destacou que percebe pouca participação política dos jovens.

-Não vejo, por exemplo, os jovens manifestando contra as reformas propostas pelo Governo Federal e que vão impactar diretamente em suas vidas. As mudanças na CLT e na Previdência tiram direitos adquiridos dos trabalhadores e os jovens, que são os maiores interessados, pouco se propõem a questionar, lutar – afirmou Marcelo.

O vereador Marcell Castro acrescentou que há uma mudança em andamento, como, por exemplo, na eleição de 4 vereadores com menos de 30 anos em Barra Mansa. Para o vereador esta mudança será ainda maior na eleição de 2018. Em resposta, o presidente da Câmara afirmou que a mudança depende mais do posicionamento, do que de da idade dos políticos, completando que muitos dos deputados que apoiam as mudanças, que retiram direitos dos trabalhadores, são jovens.

::: Sessões da Câmara

19 Set 201707:00PM -
Sessões - Setembro/2017
18 Set 201709:00AM -
Sessões - Setembro/2017
15 Set 201709:00AM -
Sessões - Setembro/2017

::: Contato

(24) 3322-2652
(24) 3322-3752