Em agosto de 2016, foi sancionada a lei municipal 4566, impedindo que a concessionária de transporte coletivo contrate ou designe um único funcionário para desempenhar função de motorista e cobrador, ao mesmo tempo. A lei previa multa à concessionária de transporte público de Barra Mansa caso os motoristas continuem exercendo a função de cobrador. O edital de concessão do transporte público já determinava a presença de profissional para realizar a cobrança em cada veículo que atue em Barra Mansa.

Recentemente, os rodoviários do município passaram a denunciar a utilização do motorista exercendo a função de cobrador, inclusive, com a aquisição pelas empresas de gavetas para serem instaladas ao lado dos motoristas nos ônibus.

Mas as empresas de ônibus, participantes do consórcio do transporte público, se respaldam em uma decisão liminar da 4ª Vara Cível de Barra Mansa (processo nº 0011754-54.2016.8.19.0007),  que questiona pontos da lei aprovada na Câmara e sancionada pelo Executivo, desobrigando o cumprimento da lei. A prefeitura já se manifestou no processo, que encontra-se concluso ao juízo para decisão.

::: Sessões da Câmara

30 Mai 201707:00PM -
SESSÃO DIA 30/05/2017
26 Mai 201709:00AM -
SESSÃO DIA 26/05/2017
25 Mai 201707:00PM -
SESSÃO DIA 25/05/2017

::: Contato

(24) 3322-2652
(24) 3322-3752