População participou em massa da audiência pública,  reivindicando as obrigações das empresas de ônibus da cidade.

Sob intensa participação popular  e gritos reivindicando a saída de empresas de ônibus do município, a Câmara de Barra Mansa realizou na tarde desta quarta-feira (22) a audiência pública do transporte coletivo. Além dos vereadores e da população, participaram da audiência presidentes de associações de moradores, representantes de entidades civis, do Sindpass e das empresas de ônibus, o secretário de ordem pública, Luiz Antônio Furlani e o coordenador regional do Detro, Milton Moreira.

O vereador José Abel Mariano, que solicitou a realização da audiência, ressaltou que, inicialmente, a audiência abrangeria apenas a Região Leste, que sofre com a empresa Aviação Agulhas Negras, de acordo com o vereador. Mas, a precariedade do serviço de transporte em todas as regiões, fez com que a audiência abrangesse a cidade toda. Para o vereador, é essencial que haja uma licitação de ônibus para a região leste.

Entre as inúmeras reclamações da população estava a mudança de trajeto das linhas, sem comunicação aos passageiros; as péssimas condições dos ônibus, colocando em risco a vida das pessoas; a diminuição dos horários de ônibus; a dupla função do motorista, que atua, também, como cobrador. O morador do bairro Nove de Abril, Frank da Silva Alves, ressaltou que a luta pela melhoria dos ônibus é antiga.  

-Há mais de 20 anos lutamos pela melhoria dos ônibus na Região Leste. Já ficamos três dias sem ônibus por falta de combustível na empresa, que continua operando, mesmo com tantas infrações, por conseguir autorização judicial. Até mesmo um presidente do Detro já denunciou que existe um jogo político que privilegia a empresa. E nós que saímos prejudicados – afirmou Frank.

A presidente da associação de moradores do bairro Boa Vista, Eliza Maria Ferreira, apresentou os inúmeros problemas, que colocam em risco a vida dos passageiros.

-Não existe horário fixo dos ônibus, prejudicando os estudantes e trabalhadores a cumprirem seus horários; os ônibus trafegam superlotados, quebrados, com pneus carecas. O morador da região leste paga imposto em Barra Mansa e é atendido por uma empresa de Volta Redonda, sem licitação. Quando fazemos manifestação tem ônibus de 15 em 15 minutos. Hoje mesmo, por conta da audiência, passaram vários ônibus. Vamos ter que fazer manifestação e audiência todo dia para melhorar o serviço. Nós, também, exigimos que a empresa Aviação Agulhas Negras retire os processos e ocorrência contra a associação de moradores e população por termos nos manifestado. Estávamos no nosso direito – justificou Eliza.

Os presidentes das associações de moradores dos bairros Vila Maria, Júnior; São Luiz, MIlton Avelino, e Vista Alegre, Jânio Viana,  também apresentaram as reivindicações da população, ressaltando que os moradores de Barra Mansa pagam uma das passagens mais cara do Estado e recebem um serviço de péssima qualidade.  Jânio Viana acrescentou que a população do bairro Vista Alegre não aceitará ônibus sem cobrador.

O coordenador regional do Detro, Milton Moreira, que o órgão age de acordo com as reclamações da população e justificou que existe um fiscal para cada município atendido pelo Detro.

-Atualmente, 3 empresas substituem a Viação São João Batista, após uma intervenção do Detro. Então, eu peço que a câmara encaminhe a ata desta audiência e uma pauta de reivindicação para levarmos aos nossos superiores. Precisamos de reclamações registradas, seja pelo telefone ou entregue no Detro, na Região Leste temos apenas 4 reclamações sobre a Viação Agulhas Negras. O telefone de ouvidoria do Detro   é (21) 3883-4100 e a reclamação pode ser entregue, também, no Detro, que fica na parte térrea da Rodoviária Francisco Torres, em Volta Redonda – disse Milton.

O secretário de Ordem Púlblica, Luiz Furlani, esclareceu que a prefeitura cumpre um prazo estabelecido na licitação, mas que as empresas que não cumprem as obrigações licitatórias estão sendo multadas. O valor da multa diária é de 60 vezes o valor da passagem, ficando atualmente em R$228,00 (duzentos e vinte e oito reais).

-Não podemos iludir a população afirmando que vamos realizar uma nova licitação se existe um limite legal a ser cumprido. Hoje só podemos fiscalizar documentação dos veículos, não podemos apreender. Por meio de um convênio com o Detro, assumiremos o poder de polícia, e poderemos apreender também. Mas antes mesmo do convênio, um funcionário da secretaria está percorrendo os pontos de ônibus e fazendo o trajeto das linhas, para ouvir a população e suas reivindicações – afirmou o secretário. 

O representante do Sindicato dos Rodoviários, José Pereira Sartori, questionou a impossibilidade da Guarda Municipal e do Detro de recolherem ônibus, tendo em vista recolherem veículos da população que estejam irregulares, e anunciou ação do Ministério Público para cancelar a licitação de ônibus de Barra Mansa.

Os vereadores questionaram o não cumprimento da lei proibindo motorista de exercer a função de cobrador e o argumento de falta de dinheiro, apresentado pelas empresas para justificar a falta de investimento nos ônibus. O cancelamento de linhas de ônibus também foi alvo de críticas dos vereadores. O parlamentar Gilson de Assis Lopes anunciou ter 1.500 assinaturas pedindo o retorno da linha GetúlioXVolta Redonda. O vereador Marcos André Gonçalves Pitombeira criticou, também , a precariedade dos pontos de ônibus, comumente alvo de violência. A vereadora Maria Lúcia da Fonseca, que já tinha usado a tribuna para denunciar a péssima qualidade do serviço de ônibus, principalmente em Amparo, voltou a tecer críticas.

::: Sessões da Câmara

28 Nov 201707:00PM -
Sessões - Novembro/2017
23 Nov 201707:00PM -
Sessões - Novembro/2017
21 Nov 201707:00PM -
Sessões - Novembro/2017

::: Contato

(24) 3322-2652
(24) 3322-3752