Na primeira sessão de novembro, os vereadores criticaram abandono do governo municipal com a cidade.

A menos de dois meses para o fim do governo Jonas Marins, os vereadores utilizaram a tribuna da Câmara para questionar a falta de ações do Executivo, que prejudica os serviços públicos na cidade. O vereador Rodrigo Drable, prefeito eleito para o próximo mandato, denunciou a viagem do presidente do Previbam, Fundo de Previdência de Barra Mansa, enquanto a cidade passa por sérios problemas, incluindo o fim da assistência médica domiciliar para pacientes do município, em razão de falta de pagamento.

-O mesmo governo irresponsável que permite que o serviço de uma home care seja dispensado para uma criança, que depende deste serviço para viver, possibilita que o presidente de uma autarquia deficitária, que não cumpre seus compromissos e que há um mês recebeu mais de R$8 milhões e já gastou integralmente este valor,  viaje por uma semana para um congresso. Esta viagem é paga com dinheiro nosso, com dinheiro das nossas crianças que poderia estar sendo atendidas corretamente em suas casas. Este fato precisa ser encaminhado ao Ministério Público para as devidas apurações, pois romperam todos os limites possíveis – criticou o vereador Rodrigo.

O vereador Marcelo Borges reafirmou a denúncia de enceramento do serviço de assistência domiciliar, principalmente para crianças. De acordo com o vereador, um cidadão lhe encaminhou o vídeo de um pai de uma criança de 8 anos, que necessita desta assistência domiciliar e vem reagindo ao tratamento, desesperado por ter recebido um representante da empresa que lhe afirmou o fim do serviço prestado.

-A cada dia recebo uma denúncia diferente sobre o governo municipal, a última foi sobre uma corrida para criar projetos e  utilizar  todo o valor do  Fundo Ambiental, antes do fim do mandato. Pensei que as coisas iriam melhorar após as eleições, mas só pioraram. Na Saúde, vivemos um caos, com UPA fechada, sem atendimento na Santa Casa, agora com o encerramento do home care. A população barra-mansense precisa ir a Volta Redonda para ser atendida. É uma covardia com nossa cidade – afirmou Marcelo.

Diante das inúmeras denúncias realizadas ao longo desta legislatura, o vereador Marcelo Borges afirmou ser impossível votar a favor das contas do prefeito, mesmo que haja parecer favorável do Tribunal de Contas.

-De acordo com o STF, a responsabilidade para julgamento final das contas do Executivo cabe à Câmara. Temos um dos piores serviços públicos do Estado, não tem como aprovar estas contas, com inúmeras mazelas no município e contratações irregulares, devidamente denunciadas pela Câmara. Não vou ficar surpreso se este governo fizer igual ao governo do Estado e enviar a esta casa uma mensagem para decretar estado de calamidade pública no município  – declarou Marcelo.

Para o vereador Ivan Marcelino, os cidadãos precisam estar conscientes das dificuldades que passa a cidade e que as mudanças virão aos poucos, não acontecem da noite para o dia, mesmo com um novo prefeito eleito. Ivan destacou a falta de repasse do Estado e da União, que colaboram para as dificuldades do município. Em contrapartida, o presidente da Câmara, vereador José Luiz Vaneli, solicitou maior participação popular para as mudanças na cidade.

-A Câmara Municipal tem sido muito questionada, mas preciso dizer que as críticas são sempre bem-vindas, mas a culpa total pela cidade estar desta forma, não posso aceitar. Esta casa agiu junto ao Ministério Público, quando descobriu as falcatruas desse governo, conseguindo  o afastamento do prefeito e a Justiça por sua vez devolveu a ele a Prefeitura. O pior disso é que nenhum cidadão ou instituição foi protestar contra seu retorno à Prefeitura. Não culpo a população pelos desmandos desse governo, mas também a Câmara não pode ser culpada, pois agiu como nunca e conseguiu o afastamento do prefeito pela primeira vez na história de Barra Mansa. Na questão do fim atendimento domiciliar, por exemplo, o pior é que não há leitos para receber estes pacientes. É preciso que a população participe ativamente, saia de trás dos teclados e busque seus direitos, aqui na Câmara, na Prefeitura, onde for – salientou José Luiz Vaneli.

Além dos problemas na área da Saúde, o vereador Carlos Roberto de Carvalho, o Beleza, denunciou o descaso no transporte público, principalmente, na linha intermunicipal Vista AlegreXVolta Redonda, que constantemente tem ônibus quebrados, obrigando os passageiros a empurrá-los para  conseguirem chegar ao destino final.

-Nada está funcionando na cidade. Mas vamos ao DETRO expor os problemas em relação aos ônibus que fazem a linha intermunicipal Vista Alegre X Volta Redonda. O passageiro não pode descer do ônibus para empurrá-lo, tampouco se pode admitir que o ônibus trafegue com a porta aberta, colocando em risco a vida de todos –criticou Beleza.

::: Sessões da Câmara

27 Jul 201707:00PM -
Sessões - Julho/2017
25 Jul 201707:00PM -
Sessões - Julho/2017
20 Jul 201707:00PM -
20 Jul 2017

::: Contato

(24) 3322-2652
(24) 3322-3752