Por 14 votos favoráveis a 4 contrários foi instaurada comissão para apuar possíveis infrações do prefeito Jonas Marins.

Com plenário lotado e intensa manifestação popular, a Câmara de Barra Mansa, na sessão desta terça-feira, 07 de maio, acatou a denúncia contra o prefeito Jonas Marins. Por 14 votos a 4, a Comissão de Investigação e Processante foi aberta para apurar as infrações denunciadas, que imputam crime de responsabilidade ao prefeito. A denúncia apresenta documentos e relatos sobre fatos constantes na Ação Civil Pública, que investiga possíveis fraudes na compra e entrega de medicamentos, e que resultou no afastamento do prefeito Jonas Marins, na última quarta-feira.

Após a aprovação da abertura da comissão, foi realizado o sorteio de seus membros. Os primeiros vereadores sorteados foram Ademilson Pereira Câmara, Rodrigo Drable e Roque Martins. Com o pedido de renúncia do vereador Roque, o outro vereador sorteado foi Cláudio José da Silva Cruz, o Baianinho. Os membros da comissão elegeram o presidente e relator, ficando assim constituída: Ademilson Pereira Câmara, presidente; Rodrigo Drable, relator e Cláudio Cruz, membro.

A comissão tem noventa dias, a contar da notificação para apresentação de defesa do acusado, o prefeito Jonas Marins, para concluir seu parecer e encaminhá-lo para votação nominal dos vereadores. O presidente da Câmara, vereador José Luiz Vaneli, esclareceu que a comissão investiga as denúncias, para então dar seu parecer em relação ao afastamento definitivo do prefeito Jonas Marins.

-Barra Mansa não merecia estar passando por isso. Mas é o dever do vereador fiscalizar e entender o que está acontecendo. A comissão não pede o afastamento do prefeito sem cumprir todos os prazos legais – afirmou Vaneli.

::: Sessões da Câmara

12 Set 201907:00PM -
sessão
11 Set 201909:00AM -
Sessão
10 Set 201907:00PM -
Sessão

::: Contato

(24) 3322-2652
(24) 3322-3752